O Abrir De Portas

 


As The Dark Turns To Day - Cameron Gray




Inomináveis Saudações a todos vós, Seres Do Mundo! 


Ao pensar no Ilimitado, no que há além dos campos mais extensos de nossa Consciência, temos diante de nossos olhos os pergaminhos que podem abrir ou fechar determinadas Portas. 


Podem ser as Portas Corretas. 


Podem ser as Portas Incorretas. 


Como saber a quais Portas devemos mesmo abrir? Como definir qual motivo ideal deve nos fazer assim algo Maior abrir? Como vigiar nossas vontades que podem ser evolutivas ou involutivas? 


Vontades corretas podem nos glorificar. 


Vontades incorretas podem nos danificar. 


Toda vontade, na verdade, abismo e alto pico ao mesmo tempo É. 


Então, como devemos abrir qualquer Porta? Arrancando as mãos? Arrancando os pés? Arrancando os olhos? 


O Caminho Sem Mãos propõe infinitos desapegos. 


O Caminho Sem Pés dispõe infinitos desenvolvimentos. 


O Caminho Sem Olhos denota infinitos entendimentos. 


Portas possuem mais Meios e Caminhos através dos quais possam ser Abertas. Decida o seu Meio e Caminho. Reflita sobre o que pretende ver atrás de uma Porta Aberta. 


Eterna Alegria? 


Eterna Riqueza? 


Eterna Paz? 


Eterna Glória? 


Eterna Satisfação? 


Eterno Prazer? 


Melhor não pensar muito em coisas tão Elevadas e, até, utópicas. Também O Terror, O Horror, O Caos, A Destruição ou A Extinção podem estar atrás de uma Porta. 


Assim Como O Inominável. 


Saudações Inomináveis a todos vós, Seres Do Mundo! 

 




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.