O Imperturbável Reflexo Que Me Aflige

 

Cinnabunz


Sentado ao lado

do Demônio errado 

na gruta

do carnal desesperado 

canal do meu 

Inferno, 

muita coisa reflete-se

no meu caralho… 


É assim manobrado

o instinto insalubre, 

esta coisa

que mexe com toda 

a estrutura 

da fratura

que há nas minhas 

gozadas… 


Mais doença 

do que virtude, 

mais tara

do que admiração, 

mais perversão 

do que adoração, 

é minha infernal 

imperturbável 

fascinação pelos 

reflexos de todas

as curvas… 


E me reflito

no meio da bunda 

mais carnuda, 

com a cara

cheirando o olho

do cu 

e o pau

melado… 


E me reflito

com a língua toda

explorando uma

buceta por fora, 

explorando uma

buceta por dentro, 

com o pau

doendo… 


E me reflito

sendo chupado, 

o meu pau

nervoso, 

o meu pau

irado, 

o meu pau

incendiado… 


Inferno, 

quantos reflexos

me perseguem! 


Inferno, 

quantos reflexos 

me rotulam! 


Inferno, 

quantos reflexos

me condenam! 


Inferno, 

quantos reflexos

me afligem!


Inferno! 


Inferno! 


Inferno! 


Inferno! 


Inferno! 


Inferno! 


Inferno! 


Inferno! 


Inferno! 


INFERNOOOOOOOOOO!!!!!! 


Mas, 

foda-se. 


Foda-se, 

eu gosto 

disto. 


Foda-se, 

eu gosto 

disto. 


Foda-se, 

eu desejo

isto. 


Foda-se, 

eu peço 

ao Demônio 

comigo

por isto. 


Foda-se mesmo, 

desejo morrer

refletido em uma

última gozada

dentro de qualquer 

uma.


Não sou exigente, 

sou apenas 

um poeta tarado 

filho da puta

refletido inteiro 

na visão 

de qualquer uma

de quatro. 


Todo bom reflexo 

para o bem

do meu 

caralho. 


Inominável Ser

IMPERTURBÁVEL 

NESTA AFLITIVA

REFLEXÃO 

DO CARALHO





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.