Quânticas Multiplicidades Ilusórias


Photo By Roos van de Kieft


Por um mundo que nasceu
Ontem
A Ordem quebra uma parte
De toda
Balança Cósmica

De três
Em três dimensões
A inundação de águas
Que casam-se com
Abismos
Sugerem ordens
Ilógicas

A Fruta cai podre
Diante dos olhos
Do Ancião
Cujo Compasso mede
O Fim 
De um Espaço
Dentro do
Meio
De um Tempo

A curto prazo
Estou entre infinitas paredes
Tentando achar uma saída
Toc toc toc
Bato em uma
Toc toc toc
Bato em outra
Toc toc toc
Bato em mais outra
Toc toc toc
Alguém responde
Do outro lado
Do Grande Espelho

E estou preso
Aquele alguém
Está preso
E se ninguém
Mesmo 
Estiver preso
E nos formos
A própria
Prisão?

Inomináveis Gatos
Entre as brancas
Paredes
De uma realidade
Moldada
Por um Grande
Rufião
Palhaço Cósmico
E Anti-Cósmico
A rir de todos
Nós:

Podemos ser isto
Tambem

Ou podemos ser
Nada
Também

Ou podemos ser
Alguma coisa
Também

Quem pode calcular
A extensão da parede
Que verdadeiramente
Está presente
Em todas as paredes
Erguidas por esta
Realidade
Fecundante em nos
Amarrar
Em quânticas
Possibilidades
Profundidades
E protuberâncias
Incomensuráveis?

Não existem apenas
Quatro paredes

Não existem apenas
As paredes

Não existem
Paredes

Inominável Ser
UM INOMINÁVEL
GATO PRESO
ENTRE INOMINÁVEIS
PAREDES





0 Loucas Pedras Lançadas: