Putas & Artistas


Two Prostitutes - Cellar-FCP 


Me lembro da minha primeira puta chupando a minha pica e me vem a idéia de um artista que chupa a sua arte até mesmo onde não há nada a ser sugado. Falo do artista que se arrisca, que se torna um tipo de puta que a tudo se dá, vendendo suas obras ao melhor pagador que há: sua própria alma. Pois, antes de tudo, toda arte é uma forma de transa com a própria alma, uma troca de prazeres que gera linguagens e transcende a barreira da obviedade. É assim com uma boa puta que sabe dar uma chupada.

Um artista das ruas, um sonhador sem escadas que levianamente levem ao topo, é o tipo de gente que este mundo precisa. Também, nunca as putas devem deixar de ser putas, elas são exemplos de uma arte que nunca será arcaica porque é parte fundamental da essência deste gozado planeta. A Terra está aí para fodermos sobre ela e gerarmos obras de arte, seja cagando ou poetizando, cagando ou pintando, cagando ou desenhando, cagando ou esculpindo, cagando e cagando e cagando como as putas cagam nas caras de certos indivíduos!

Porque toda genuína arte tem que ser uma puta cagada na sociedade! Uma cagada como a de Bukowski! Uma cagada como a de Baudelaire! Uma cagada como a de todos que amaram as putas e como putas satisfizeram os prazeres de suas próprias almas atingindo almas gêmeas na artística lutaria existencial! Almas trepando com a essência de obras masturbadas por homens e mulheres que se fizeram desafiadores da humana sociedade de atrofiados animais ridiculamente racionais! Precisamos de irracionalidade! Precisamos de loucura! Precisamos de luxúria! Precisamos de putaria! Uma chupada no grelo das acomodadas! Uma década no cu dos acomodados! Uma exposição de autênticas artes e, não de obras que agradem, mas que AGRIDAM!!!

AGREDIR como as putas agridem os moralistas que as condenam por serem tão putas! AGREDIR deve ser sempre o primeiro verbo conjugado por todo artista como as putas conjugam com suas bucetas o seu ganha-pão! AGREDIR tudo como as putas agridem todos com sua coragem de serem as putas que são! AGREDIR a todos que se deixam envenenar pela mesmice, igual às putas adocicando as vidas de todos que se deixam contagiar pela existencial venenosa imbecilidade socializante! AGREDIR: agir na Arte como putas cavalgando paus gigantes! AGREDIR: agir na Arte como putas dando o cu para paus gigantes! AGREDIR: agir na Arte como putas chupando paus gigantes!

E a lembrança da última puta que me chupou é como a de todo mais recente texto e poema que venho a escrever, agredindo e agredindo e agredindo sem parar o que é para ser agredido e agredido e agredido... Falando na última puta, era uma verdadeira agressão de gostosura... O cu e a buceta dela eram muito doces, cheirando de diversos modos inspiradores... Ah, eu prefiro uma abençoada puta de bunda grande, peito médio, buceta apertada, lábios grossos, língua molhada e de quatro... Putas produzidas em quartos são merdas nada inspiradas e inspiradoras, as da rua são as melhores mulheres do mundo... Sabia, meu irmão ou irmã artista que possa estar lendo isto aqui, que aprendemos mais com as putas do que com livros, faculdades e chatas babaquices teóricas? Elas nos ensinam muito, principalmente acerca do caminho que seguimos em nossas artes e para onde nós possivelmente vamos...

E são ainda mais importantes porque mantém insolucionável este Mistério: nós nunca sabemos para onde elas vão depois das execuções de suas artes... E, para ser sincero, lhes pergunto: nós, artistas, realmente sabemos para onde as nossas obras irão nos levar?

Inominável Ser
FANÁTICO
PELA 
ARTE
E PELAS
PUTAS





0 Loucas Pedras Lançadas: