Das Possibilidades Da Arte Digital



Inomináveis Saudações a todos vós, leitores virtuais!

Uma das maiores qualidades da Arte em si mesma é o maravilhamento, aquele momento de entrega tanto do artista quanto do apreciador do trabalho deste no qual a alma consegue captar a essência primordial do que uma obra é capaz de realizar. Desde os mais remotos exemplos dos quais se tem notícia sobre trabalhos artísticos na História desta Humanidade, o sentimento envolvido na relação do Ser Humano com obras artísticas tem sido pautado pelo que pode ser expresso de modo autêntico em um trabalho realizado de modo apaixonado. De Giotto a Stanley Lau, de Frida Kahlo a Dimitra Papadimitrou, de Leonardo da Vinci a Henning Ludvigsen, a expressividade artística tem tido a mesma preocupação em relação à paixão criadora. Da parte dos Artistas Tradicionais e Artistas Digitais acima citados, o fenômeno tem sido profundamente observado.

Muitos ainda dizem que não existe alma na Arte Digital, sendo esta um amontoado de produtos artificiais reproduzidos em série. Para quem ainda pensa assim, o artista digital não possui o mesmo valor do tradicional, sendo apenas um nada original falsificador da naturalidade artística. Este Inominável Ser que vos escreve aqui, lá pelos idos de 2006, no qual se deu a aurora da vida digital do mesmo, não considerada nem como arte as criações 100% digitais. Com o passar dos anos, o amadurecimento em relação ao conhecimento autodidata de toda realização artística e a aceitação dos recursos digitais como meios de criadoras e recriadoras possibilidades naa mãos de um artista veio a modificar-lhe o pensamento radicalmente. Hoje, o mesmo aceita com toda naturalidade tanto o tradicionalismo quanto as novas tendências criativas no mundo artístico sem comparações minorizantes esdrúxulas girando em torno do que é ou não autêntico.

Não pretendo convencer nenhum de vós a aceitar de imediato ou com o passar do tempo a Arte Digital. Não cabe aqui neste post emoldurar qualidades em excessivas análises do quanto se pode usufruir dos cada vez mais altíssimos recursos digitais de qualidade para a moldura de obras deste tipo aqui presentes. O que pretendo mesmo afirmar é que a atual Tecnologia no terreno da criação artística final, sua objetividade no campo da História da Arte, promove cada vez mais uma reeducação dos conceitos das Artes Plásticas como um todo. Artistas Tradicionais se utilizam muito ultimamente de ferramentas digitais, tanto quanto os formados como Artistas Digitais se aventuram na Arte Tradicional. Em muitos casos, os dois universos de criação coexistem harmoniosamente em um artista, o qual se abre cada vez mais para diversas outras possibilidades. 

A seguir, uma galeria com excepcionais obras moldadas digitalmente como exemplos da ininterrupta evolução desta Arte cada vez mais crescendo em termos de qualidade. Um presente para os amantes da mesma e para aqueles que se iniciam na apreciação de algo ainda muito novo dentro do Histórico Artístico Mundial. E, como não poderia deixar de ser, recomendo que às obras a seguir...

APRECIEM SEM MODERAÇÃO!!!












































































0 Loucas Pedras Lançadas: