As Três Mães Formosas Temporais



A Grande Irina vem,
Vem tocando a Sua
Harpa De Infinitas
Asas Raras,
Tocando a melodia
Do meu Agora...

A Grande Irina
Vem acompanhada
Pela Grande Nirna
A tocar a Sua
Harpa De Eternidades
Moventes Do Kosmos,
Tocando A Melodia
Do Agora...

A Grande Irina
E A Grande Nirna
Vêm acompanhadas
Pela Grande Birna
A tocar a Sua
Harpa De Alegrias
Todas Guerreiras Eleitas,
Tocando A Melodia
Do Amanhã...

E eu vou pequeno,
Ao colo da
Grande Irina,
Ao colo da
Grande Nirna,
Ao calo da
Grande
Birna,
Tocando a melodia
Do meu
Amanhã...

Acompanhado pelas
Três Mães Formosas Temporais,
Lanço O Ontem
De todas as épocas imemoriais
Nas quais estive em
Invólucros que nem pó
No Agora são,
Nos Abismos Do Cósmico
Esquecimento...

Acompanho com Elas
Apenas o meu
Agora...

Acompanho com Elas
Apenas o meu
Amanhã...

Não esgoto meus tempos,
Sou Filho De Cronos
E com três das
Filhas Maiores De Cronos
Consigo melódico
Ouvir Altas Músicas Silenciosas
No meu
Agora,
Ouvir Altas Músicas Silenciosas
No meu
Amanhã...

Toco minha
Harpa de lágrimas...

Toco minha
Harpa de dores...

Toco minha
Harpa de sofrimentos...

Toco minha
Harpa...

Acompanhando as minhas
Asas...

Acompanhando as minhas
Eternidades...

Acompanhando as minhas
Alegrias...

Estão elas,
A Grande Irina,
A Grande Nirna,
A Grande Birna...

E Cronos reinante
Em Seu Trono Temporal...

E o meu relógio d'alma
Eternizando-me no tocar
De minha Harpa
No meu
Agora,
No meu
Amanhã...

Harpa
Tocada
Agora...

Harpa
Tocada
Amanhã...

Tocada
Agora...

Tocada
Amanhã...

Tocada...

Agora...

Amanhã...

Inominável Ser
AS TRÊS MÃES
FORMOSAS




0 Loucas Pedras Lançadas: