24º Festival Mix Brasil De Cultura Da Diversidade - 09-20/11/2016 - São Paulo/SP




Inomináveis Saudações a todos vós, leitores virtuais!

Os dados do evento, abaixo, foram enviados pela Atti Comunicação e incluem um panorama resumido do que será o 24º Mix Brasil. Durante esta semana, no entanto, postarei aqui no blog as sinopses dos filmes concorrentes na Mostra Competitiva e mais alguns detalhes sobre a programação.



*** O evento acontece de 9 a 20 de novembro na capital paulista e traz 114 filmes de 26 países 

*** O cineasta português João Pedro Rodrigues é o grande homenageado e tem presença confirmada

*** “O Ornitólogo”, filme inédito em São Paulo e premiado em Locarno, abre o Festival no Auditório do Ibirapuera

***  ator australiano Murray Bartlett, protagonista da série americana Looking, é um dos convidados internacionais 

*** espetáculos teatrais e atrações musicais 



O 24° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, maior festival LGBTQ da América Latina, acontece de 9 a 20 de novembro na Capital Paulista. Na programação estão 114 filmes de 26 países, além de teatro, música, conferência e o 1º MixLab. Em 2016, o Festival irá homenagear João Pedro Rodrigues, um dos maiores cineastas do cinema português, que tem presença confirmada no evento. O seu último filme, “O Ornitólogo” (Portugal/França/Brasil), inédito em São Paulo, abrirá o Mix Brasil no dia 9 de novembro numa sessão especial para convidados no Auditório Ibirapuera.

Premiado no Festival de Locarno na categoria de melhor direção, o filme conta a história de Fernando, um ornitólogo solitário, que está à procura de cegonhas negras ao longo de um remoto rio nos confins de Portugal quando é arrastado pelas corredeiras. Resgatado por um casal de peregrinas chinesas, ele mergulha em uma floresta escura, misteriosa, tentando voltar às origens (e às cegonhas). Mas, diante de obstáculos inesperados e estranhos e pessoas que o colocam à prova, o protagonista logo é levado por ações extremas e transformadoras. 

Na programação estão mais 4 títulos do cineasta português: “O Fantasma”, primeiro longa de João Pedro Rodrigues, que este ano completa 16 anos e será exibido em 35mm,  foi selecionado para a competição oficial do Festival Internacional de Cinema de Veneza em 2000 e eleito o melhor filme no Festival de Cinema de Entrevues, e os curtas “Parabéns!”,“O corpo de Afonso” e “O que arde cura” - este último de direção de João Rui Guerra da Mata, seu companheiro e parceiro de projetos artísticos e coroteirista junto com João Pedro de “O Ornitólogo”, O curta conta com atuação de João Pedro Rodrigues.

No Panorama Internacional estão confirmados longas-metragens e documentários premiados recentemente em Festivais Internacionais de Cinema como Berlim, Locarno, Hong Kong, Cannes, Toronto, Sundance, entre outros.  Destaques para “É Apenas o Fim do Mundo” de Xavier Dolan (Canadá), vencedor do prêmio do Júri no Festival de Cannes; “Quando Se Tem 17 Anos” de André Téchiné (França), vencedor de prêmio do Júri no Outfest; “As Vidas de Thérèse” de Sébastien Lifshitz (França), vencedor da Queer Palm no Festival de Cannes; “Absolutely Fabulous: O Filme” de Mandie Fletcher (Reino Unido/EUA); “Kiki“ de Sara Jordenö (Suécia/EUA), vencedor do Teddy de melhor documentário em Berlim; “Quem Vai Me Amar Agora?” de Barak Heymann e Tomer Heymann (Israel/Reino Unido), vencedor do Panorama Audience Award no Festival de Berlim; “O Monstro no Armário” de Stephen Dunn (Canadá), prêmio de Melhor Longa-Metragem Canadense no Festival de Toronto; “Tomcat” de Händl Klaus (Áustria), vencedor do Teddy de melhor longa-metragem na Berlinale; e “Yes, We Fuck!” (Espanha), de Antonio Centeno e Raúl de la Morena.

Já no circuito nacional, o festival premiará com o Coelho de Ouro o melhor longa-metragem brasileiro. Os selecionados são “A Cidade do Futuro” de Cláudio Marques e Marília Hughes (BA),  “A Destruição de Bernardet” de Claudia Priscila e Pedro Marques (SP), “Antes o Tempo Não Acabava” de Sérgio Andrade e Fábio Baldo  (AM/Alemanha), “Divinas Divas” de Leandra Leal  (RJ), “Entre os Homens de Bem” de  Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros  (SP),  “Lampião da Esquina” de Lívia Perez (SP), “O Ninho” de Marcio Reolon e Filipe Matzembacher (RS),  serie com 4 capítulos,  “Waiting for B.” de  Paulo Cesar Toledo e Abigail Spindel (SP). 

Como já é tradição no Mix Brasil os curtas-metragens nacionais também concorrem ao Coelho de Ouro e Prata em diversas categorias. Este ano serão 15 filmes de 9 estados. Os títulos que estão na Mostra Competitiva são “A Gis” de Thiago Carvalhaes (SP/Portugal),  “A Vez de Matar, A Vez de Morrer” de Giovani Barros  (MS), “Ainda Não lhe Fiz Uma Canção de Amor”  de Henrique Arruda (RN), “De Repente” de Bruno Caldas (DF), “Diamante, O Bailarina” de Pedro Jorge (SP), “Em Defesa da Família” de Daniella Cronemberger (DF), “Horizonte de Eventos” de Gil Baroni (PR), “Ingrid” de Maick Hannder Lima Porto (MG), “Love Snaps” de Daniel Ribeiro e Rafael Lessa (SP),“O Último Dia Antes de Zanzibar” de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon  (RS),  “Ocorridos do Dia 13” de Débora Zanatta e Estevan de la Fuente (PR), “Os Cuidados que se tem com o Cuidado que os Outros Devem ter Consigo Mesmos”  de Gustavo Vinagre (SP), “Piscina” de  Leandro Goddinho (SP), “Rosinha” de Gui Campos  (DF) e “Rua Cuba” de Filipe Marcena (PE).  Para completar a programação de curtas, os programas especiais trarão os temas: À Flor da Pele, Ásia em Chamas, Corpo Cru,  Cis & HT, Girl Play,  Hardcore Boyz, Lacrações Periféricas, Mix Millennials e Trans Finíssimas.

Vários convidados internacionais marcarão presença no 24° Festival Mix Brasil, como o ator australiano Murray Bartlett, protagonista da série americana Looking e que está confirmado para a 5° temporada de Nashville; Desiree Buford, Diretora de Programação do Festival Frameline, Ana David, dos festivais Queer Lisboa e Doclisboa, João Rui Guerra da Mata, Stephen Dunn, diretor de “O Monstro no Armário, Eric Juhola, diretor de “Growing Up Coy, entre outros.

Nos dias 14 e 15 de novembro, o Mix Brasil promove em parceria com a Spcine o MixLab Spcine no Instituto Itaú Cultural. O evento é um encontro entre realizadores das mostras e outros profissionais do cinema brasileiro e estrangeiro, especialmente convidados, que visa o intercâmbio de experiências e relações profissionais, através de apresentações, palestras e debates.

Diversas atrações que envolvem teatro, dança, músicas e e novos talentos - Drag Queens completam a programação do Mix. O “Dramática em Cena” traz os espetáculos  “As divinas mãos de Adam”, vencedora do Prêmio Dalcídio Jurandir, de melhor texto teatral (2016), do dramaturgo e escritor Roberto Muniz Dias, “Anatomia do Fauno”, direção de Marcelo D'Avilla e Marcelo Denny  e dramaturgia de Alexandre Rabelo “Mergulho”, livremente inspirado no premiado romance “Hotel Mundo” da escocesa Ali Smith e com direção de Silvana Garcia, “Flores Amarelas”  de Claudia Jordão, “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, Texto de Jo Clifford, adaptação e direção  de Natalia Mallo , a peça infantil “A Princesa e a Costureira,  de Solange Dias e direção de Antônio Correa Neto e o musical “O meu lado homem, um cabaré d’escárnio”.

No Mix Music as atrações são Daniel Peixoto, que já abriu para lendas como The Prodigy, Bjork e The Cardingans. Elogiado por Justin Timberlake, tido como o novo David Bowie pelo jornal inglês The Guardian, o cearense foi chamado de "Príncipe brasileiro do electro" pela MTV de NY; Jaloo, grande revelação no cenário independente de música, moda e design, e as “As Bahias e a Cozinha Mineira”. O Trio, formado pelas cantoras e compositoras Raquel Virginia e Assucena Assucena, além de Rafael Acerbi (guitarra e violão), apresenta um show especial para o Mix.

O público infantil e juvenil, de 7 a 15 anos, ganhará uma atividade especial no Centro Cultural São Paulo: “Fazendo Cinema - Crescendo com a diversidade", uma oficina de cinema coordenada por Christian Saghaard.

O tradicional Show do Gongo não poderia ficar de fora; os vídeos, que serão submetidos ao público e ao júri convidado comandado por Marisa Orth, poderão ser inscritos no balcão de credenciamento durante o festival até horas antes do início das gongadas. O evento acontece no dia 15 a partir das 20:30 no Centro Cultural São Paulo.

Pelo segundo ano, o Festival Mix Brasil terá em sua programação, no Centro Cultural São Paulo, a Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mix Brasil. O evento trará palestras, encontros, debates, cursos, oficinas e rodas de conversas, colocando em pauta questões relativas à população LGBTQIA. Os participantes são Laerte Coutinho, Tiely Queen, Luana Hansen, Drika Ferreira Luís Bravo, Marina Dias, Abby Butcher (UK), Bibi Campos Leal (BR), Carol Queen (EUA), Emma Frankland (UK), Nancy Kahn (EUA), Paula Sacchetta, entre outros. 

Com direção e curadoria de João Federici, o 24° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade terá programação especial no Centro Cultural São Paulo, além do Espaço Itaú de Cinema/Augusta, CineSesc, Instituto Itaú Cultural, Spcine Olido e Circuito Spcine CEUs (Aricanduva, Butantã, Caminho do Mar,  Paz, Perus e  São Rafael).

O 24° Festival Mix Brasil é uma realização da Associação Cultural Mix Brasil e Ministério da Cultura. O evento é uma iniciativa da Lei de Incentivo à Cultura e conta com o patrocínio do Itaú e da Sabesp e o copatrocínio da Spcine, Secretaria Municipal de Cultura, e o apoio cultural do Sesc e Secretaria de Estado da Cultura e o apoio institucional do Itaú Cultural, Consulado de Portugal, Consulado de Israel, Cultura Inglesa, Dot Cine, Cinecolor, Ctav, Comunica, Livres e Iguais.

A programação completa do 24° MIX BRASIL DE CULTURA DA DIVERSIDADE estará disponível no site www.mixbrasil.org.br. A fanpage do festival pode ser acessada no endereço: 



PREÇOS:

CCSP – Centro Cultural São Paulo (cinema, teatro e shows)

Entrada gratuita


Spcine Olido e Circuito CEUs

Entrada gratuita


ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA (SALA 3) – Augusta

SEG - R$ 26 (inteira) e R$ 13 (meia)

TER - R$ 22 (inteira) e R$ 11 (meia)

QUA - R$ 24 (inteira) e R$ 12 (meia)

QUI a DOM e feriados - R$ 33 (inteira) e R$ 16,50 (meia)


CINESESC

R$ 12 (inteira), R$ 6 (meia) e R$ 3,50 (preço especial para trabalhadores do comercio de bens, serviços e turismo credenciado no sesc e dependentes - credencial plena)


Show do Gongo

R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)

Serviço - 24° Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade 

São Paulo – de 9 a 20 de novembro

Mais Informações: www.mixbrasil.org.br


PROGRAMAÇÃO DE FILME

LONGAS-METRAGENS

COMPETITIVA BRASIL - LONGAS

·      A Cidade do Futuro (dir. Cláudio Marques, Marília Hughes, fic, 75’, CLASSIF: 14 anos)

·      A Destruição de Bernardet (dir. Claudia Priscila, Pedro Marques, doc, 72’, CLASSIF: 12 anos)

·      Antes o Tempo Não Acabava (dir. Sérgio Andrade, Fábio Baldo, fic, 85’, CLASSIF: 16 anos)

·      Divinas Divas (dir. Leandra Leal, doc, 90’, CLASSIF: 14 anos)

·      Entre os Homens de Bem (dir. Caio Cavechini, Carlos Juliano Barros, doc, 104’, CLASSIF: 12 anos)

·      Lampião da Esquina (dir. Lívia Perez, doc, 85’, CLASSIF: 14 anos)

·      O Ninho (dir. Marcio Reolon, Filipe Matzembacher, fic, 115’, CLASSIF: 14 anos)

·      Waiting for B. (dir. Paulo Cesar Toledo, Abigail Spindel, doc, 71’, CLASSIF: 12 anos)


RECAP

·      Amores Urbanos (dir. Vera Egito, fic, 96’, CLASSIF: 14 anos)

·      Precisamos Falar do Assédio (dir. Paula Sacchetta, doc, 80’, CLASSIF: 14 anos)

·      Mãe Só Há Uma (dir. Anna Muylaert, fic, 82’, CLASSIF: 16 anos)


SESSÃO RESGATE

·      The Watermelon Woman (dir. Cheryl Dunye, fic, 90’, EUA, CLASSIF: 16 anos)


FOCO JOÃO PEDRO RODRIGUES

·      O Fantasma (dir. João Pedro Rodrigues, fic, 90’, Portugal, CLASSIF: 18 anos)

·      Curtas: (CLASSIF: 18 anos)

o   Parabéns! (dir. João Pedro Rodrigues, fic, Portugal, 1997, 15’)

o   O Que Arde Cura (dir. João Rui Guerra da Mata, fic, Portugal, 2012, 27’) 

o   O Corpo de Afonso (dir. João Pedro Rodrigues, Portugal, 2013, 32’)



PANORAMA INTERNACIONAL

·      A Sudoeste de Salem: a História da Quatro de San Antonio (Southwest of Salem: The Story of the San Antonio Four, dir. Deborah Esquenazi, doc, 91’, EUA, CLASSIF: 12 anos)

·      Absolutely Fabulous: O Filme (Absolutely Fabulous: The Movie, dir. Mandie Fletcher, fic, 91’, Reino Unido/EUA, CLASSIF: 12 anos)

·      As Mulheres Que Ele Despiu (Women He’s Undressed , dir. Gillian Armstrong, doc, 99’, Austrália, CLASSIF: 12 anos)

·      As Vidas de Thérèse (Les Vies de Thérèse, dir. Sébastien Lifshitz, doc, 55’, França, CLASSIF: 12 anos)

·      Barash (dir. Michal Vinik, fic, 81’, Israel, CLASSIF: 12 anos)

·      É Apenas o Fim do Mundo (Juste la Fin du Monde, dir. Xavier Dolan, fic, 97’, Canadá/França, CLASSIF: 12 anos)

·      Esteros (dir. Papu Curotto, fic, 83’, Argentina/Brasil, CLASSIF: 14 anos)

·      Estranha (Rara, dir. Pepa San Martin, fic, 88’, Chile/Argentina, CLASSIF: 14 anos)

·      Growing Up Coy (dir. Eric Juhola, doc, 82’, EUA, CLASSIF: Livre)

·      Helmut Berger, Ator (Helmut Berger, Actor, dir. Andreas Horvath, doc, 90’, Áustria, CLASSIF: 18 anos)

·      Hunky Dory (dir. Michael Curtis Johnson, fic, 88’, EUA, CLASSIF: 16 anos)

·      Jonathan (dir. Piotr Lewandowiski, fic, 99’, Alemanha, CLASSIF: 14 anos)

·      Kiki (dir. Sara Jordeno, doc, 94’, Suécia/EUA, CLASSIF: 12 anos)

·      Looking: O Filme (Looking: The Movie, dir. Andrew Haigh, fic, 85’, EUA, CLASSIF: 16 anos)

·      Na Vertical (Rester Vertical, dir. Alain Guiraudie, fic, 100’, França, CLASSIF: 16 anos)

·      O Monstro no Armário (Closet Monster, dir. Stephen Dunn, fic, 90’, Canadá, CLASSIF: 12 anos)

·      O Ornitólogo (dir. João Pedro Rodrigues, fic, 117’, Portugal/Brasil, CLASSIF: 16 anos)

·      Out Run (dir. Leo Chiang, Johnny Symons, doc, 75’, EUA/Filipinas, CLASSIF: 12 anos)

·      Quando Se Tem 17 Anos (Quand On A 17 Ans, dir. André Téchiné, fic, 116’, França, CLASSIF: 12 anos)

·      Quem Vai Me Amar Agora? (Who’s Gonna Love Me Now?, dir. Barak Heymann, Tomer Heymann, doc, 85’, Israel/Reino Unido, CLASSIF: 14 anos)

·      Real Boy (dir. Shaleece Haas, doc, 80’, EUA, CLASSIF: Livre)

·      Strike a Pose (dir. Ester Gould, Reijer Zwaag, doc, 83’, Holanda/Bélgica, CLASSIF: 12 anos)

·      Taekwondo (dir. Marco Berger, Martín Farina , fic, 105’, Argentina, CLASSIF: 16 anos)

·      Terceira Pessoa (Third Person, dir. Sharon Luzon, doc, 57’, Israel, CLASSIF: 12 anos) / curta de abertura: Eudy Simelane: Uma Vida Abreviada (Eudy Simelane: A Life Cut Short, dir. Fanney Tsimong, África do Sul, 18’)

·      Theo & Hugo (Théo & Hugo Dans le Même Bateau, dir. Olivier Ducastel, Jacques Martineau, fic, 97’, França, CLASSIF: 18 anos)

·      Tomcat (Kater, dir. Händl Klaus, fic, 114’, Áustria, CLASSIF: 18 anos)

·      Viva (dir. Paddy Breathnach, fic, 100’, Irlanda/Cuba, CLASSIF: 14 anos)

·      Yes, We Fuck! (dir. Antonio Centeno, Raúl de la Morena, doc, 60’, Espanha, CLASSIF: 18 anos)



CURTAS-METRAGENS

COMPETITIVA BR 1 (75’, CLASSIF: 14 anos)

Horizonte de Eventos (dir. Gil Baroni, Brasil-Curitiba/PR, 15’)          

Ingrid (dir. Maick Hannder Lima Porto, Brasil-Belo Horizonte/MG, 7’)         

Em Defesa da Família (dir. Daniella Cronemberger, Brasil-Brasília/DF, 24’)

A Gis (dir. Thiago Carvalhaes, Brasil-São Paulo/SP e Portugal-Porto, 19’)



COMPETITIVA BR 2 (69’, CLASSIF: 14 anos)

A Vez de Matar, A Vez de Morrer (dir. Giovani Barros, Brasil-Nova Andradina/MS, 25’)

Lightrapping (dir. Marcio Miranda Perez, Brasil-São Paulo/SP, 22’) *hors councours

Diamante, O Bailarina (dir. Pedro Jorge, Brasil-São Paulo/SP, 22’)



COMPETITIVA BR 3 (78’, CLASSIF: 14 anos)

De Repente (dir. Bruno Caldas, Brasil-Brasília/DF, 20’)

Piscina (dir. Leandro Goddinho, Brasil-São Paulo/SP, 30’)

Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor (dir. Henrique Arruda, Brasil-Natal/RN, 16’)

Love Snaps (dir. Daniel Ribeiro, Rafael Lessa, Brasil-São Paulo/SP, 14’)



COMPETITIVA BR 4 (94’, CLASSIF: 14 anos)

Ocorridos do Dia 13 (dir. Débora Zanatta, Estevan de la Fuente, Brasil-Curitiba/PR, 19’)

Os Cuidados que se tem com o Cuidado que os Outros Devem ter Consigo Mesmos (dir. Gustavo Vinagre, Brasil-São Paulo/SP, 20’) 

Rua Cuba (dir. Filipe Marcena, Brasil-Jaboatão dos Guararapes/PE, 20’) 

O Último Dia Antes de Zanzibar (dir. Filipe Matzembacher, Marcio Reolon, Brasil-Porto Alegre/RS e Dois Irmãos/RS, 21’)

Rosinha (dir. Gui Campos, Brasil-Brasília/DF, 14’)


Outros programas de curtas:

À FLOR DA PELE (63’, CLASSIF: 14 anos)

·      Rupturas (ou André e Gabriel) / Ruptures (ou André et Gabriel) (dir. Francisco Bianchi, França, 18’)

·      Os Corpos Flutuantes / Los Cuerpos Flotantes (dir. Michelle Gualda, Argentina, 15’)

·      Feliz Ano Novo (dir. Mônica Donatelli, Brasil-Santos/SP, 17’)

·      Podíamos Ser Pais / Vi Skulle Bli Bra Föräldrar / We Could Be Parents (dir. Björn Elgerd, David Färdmar, Suécia, 15’)



ÁSIA EM CHAMAS (76’, CLASSIF: 16 anos)

·      Um Dia Qualquer / Any Other Day (dir. Srikant Ananthkrishnan, Vikrant Dhote, Índia, 12’)

·      O Eco das Batidas do Coração / Echo Latido (dir. Jaechul Lee, Coreia do Sul, 16’)

·      Virgem / Cheotnyo (dir. Hyunho Yoo, Coreia do Sul, 12’)

·      O Toque do Outro / Touch of the Other (dir. Imaizumi Koichi, Japão, 17’)

·      Melancia Azeda / Floating Melon (dir. Roberto F. Canuto, Xu Xiaoxi, China/Espanha, 19’)



CIS & HT (74’, CLASSIF: 14 anos)

·      Preencha as Lacunas / Texte à Trous (dir. Chloé Marçais, França, 9’)           

·      Quem Tiver Usado Esta Cama / Whoever Was Using This Bed (dir. Andrew Kotatko, Austrália, 21’)

·      Ainda Sangro por Dentro (dir. Carlos Segundo, Brasil-Uberlândia/MG e São Paulo/SP, 24’)

·      A Calcinha / La Culotte (dir. Laurent Firode, França, 7’)

·      O Encanador / Le Plombier (dir. Méryl Fortunat-Rossi, Xavier Séron, França/Bélgica, 14’)



CORPO CRU (66’, CLASSIF: 16 anos)

·      Sob Águas Claras e Inocentes (dir. Emiliano Cunha, Brasil-Porto Alegre/RS, 17’)

·      A outra caixa (dir. Amanda Devulsky, Brasil-Brasília/DF, 10’)

·      Reparto          (dir. Rodolfo Goulart, Brasil-São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ, 6)

·      Cru (dir. Leandro das Neves, Brasil-Rio de Janeiro/RJ, 13’)

·      O Corpo Nu (dir. Diego Carvalho Sá, Brasil-São Paulo/SP, 20’)



CRESCENDO COM A DIVERSIDADE (55’, CLASSIF: Livre)

·      Xavier (dir. Ricky Mastro, Brasil-São Paulo/SP, 13’)

·      Colourmakers (dir. Carlos Azcuaga Hernández, México, 9’)     

·      Shala (dir. João Inácio, Brasil-Belém/PA, 11’)

·      O Chá do General (dir. Bob Yang, Brasil-São Paulo/SP, 22’)



GIRL PLAY (90’, CLASSIF: 14 anos)

·      A Fábrica de Bolachas - Torta de Cereja / La Fábrica de Tortas - Pastel de Cereza (dir. Jessica Praznik, Argentina, 15’)

·      As Colecionadoras / The Collectors (dir. Sabina Jacobsson, EUA, 19’)

·      Irma - Era Uma Vez no Sertão (dir. Camilla Lapa, Lorena Arouche, Brasil-Recife/PE, 20’)

·      Quarto para Alugar (dir. Enock Carvalho, Matheus Farias, Brasil-Recife/PE, 20’)

·      Gabber Lover (dir. Anna Cazenave-Cambet, França, 16’)



HARDCORE BOYZ (95’, CLASSIF: 18 anos)

·      Alfa (dir. Javier Ferreiro, Cuba, 18’)

·      Onde é Aqui? (dir. Mateus Capelo, Brasil-São Paulo/SP, 12’)

·      A Cova / La Tana (dir. Lorenzo Caproni, Itália, 15’)

·      Salada Mista (dir. Estevan de la Fuente, Brasil-Curitiba/PR, 4’)

·      O Personagem Dentro em Mim / Die Figur in mir (dir. Andreas Boschmann, Alemanha, 16’)

·      Brasil Jungle (dir. Antonio da Silva, Brasil/Reino Unido, 10’)

·      Trouser Bar (dir. Kristen Bjorn, Reino Unido, 20’)







LACRAÇÕES PERIFÉRICAS (93’, CLASSIF: 14 anos)

·      Cuscuz Peitinho (dir. Rodrigo Sena, Julio Castro, Brasil-Natal/RN, 15’)

·      Antes da Encanteria (dir. Gabriela Pessoa, Lívia de Paiva, Elena Meirelles, Jorge Polo, Paulo Victor Soares, Brasil-Icó/CE, 21’)

·      Santa Porque Avalanche (dir. Paulo Victor Soares Pinheiro, Brasil-Fortaleza/CE e Icó/CE, 18’)

·      Arrasa, Manx (dir. Sofia Amaral, Brasil-São Paulo/SP, 15’)

·      Rico Dalasam - O Ornitorrinco (dir. Mariana Lacerda, Brasil-São Paulo/SP, 25’)



MIX MILLENNIALS (83’, CLASSIF: 14 anos)

·      Eu Sou o Machismo Cotidiano / Je Suis le Machisme Ordinaire (dir. Fabrice Roulliat, França, 4’)

·      Filip (dir. Nathalie Álvarez Mesén, Suécia, 11’)

·      Tenho Local (dir. Thiago Cazado, Mauro Carvalho, Brasil-Brasília/DF, 19’)

·      Na Laje / En la Azotea (dir. Damià Serra Cauchetiez, Espanha, 11’)

·      Fantasma Cidade Fantasma (dir. Pedro Beiler, Brasil-Brasília/DF, 14’)

·      Foi Ontem / Era Ieri  (dir. Valentina Pedicini, Itália, 13’)

·      Diversxs (dir. Afioco Gnecco, Jorge Garrido, Espanha, 11’)



TRANS FINÍSSIMAS (73’, CLASSIF: 14 anos)

·      Diva (dir. Clara Bastos, Brasil-São Paulo/SP, 16’)

·      Homem / Man (dir. Maja Borg, Suécia, 13’)

·      Formol 105 (dir. Martín Rodríguez, Espanha, 5’)

·      As Cores Das Ruas (dir. Felippe Francisco, Brasil-São Paulo/SP, 25’)

·      Prepara! (dir. Muriel Alves, Brasil-Rio de Janeiro/RJ, 15’)




Informações à imprensa
ATTi Comunicação e Ideias
Eliz Ferreira / Valéria Blanco
Fones: (11) 3729 1455 / 3729 1456 / 991102442
Email: 















0 Loucas Pedras Lançadas: