Carta Aberta A Uma Raivosa Senhora

Cara senhora a ter empunhado este cartaz,
 
Venho por meio desta carta aberta lhe perguntar com a simplicidade de alguém quase na casa dos quarenta anos: por que tanto ódio? O que a levou a tal ponto de esclarecer nas palavras acima que lamenta o fato da nossa Presidente da República não ter sido assassinada nos porões da Ditadura? Alguma vez a senhora soube o que realmente era uma tortura naquela época? 
 
Pois bem, caso não saiba, vou lhe dar uma breve informação apreendida em uma das mais inesquecíveis aulas de História do Brasil que tive em meu segundo pré-vestibular. O professor contou a todos na sala determinados processos de tortura utilizados pelos agentes do DOI-CODI que a senhora deve tanto enaltecer. As mulheres eram diariamente violentadas, espancadas e torturadas, passando por um tipo de "tratamento especial" que tinha como principal conduta introduzir baratas nas vaginas e nos ânus delas através de um tubo. Tais baratas agitavam-se, fazendo-as contorcer-se com estrondosos gritos, enquanto que os seus queridos agentes da repressão gargalhavam se divertindo como em uma festa.
 
Eu nunca irei saber se a senhora sabe de horrores contra as mulheres durante a Ditadura como este que citei e muitos outros. Se soubesse, claro que não teria a mínima coragem de empunhar aquele ofensivo cartaz; mas, se sabe, seu ato é pior ainda ao declarar publicamente o quanto de caráter duvidoso a senhora possui. 
 
Eu não sou partidário do PT, não estou a favor da Dilma e nunca estive a favor do Lula. Muito menos, aprecio seus ídolos Aécio Neves, Olavo de Carvalho e afins que fomentam um profundíssimo ódio contra tudo representado pelo Governo que foi legitimamente eleito no pleito de 15 de Novembro de 2014. O que me causa estranheza é uma mulher defender atrocidades contra outra mulher ou várias mulheres apenas por causa de pontos de vista políticos heterogêneos. Isso denota a sua aceitação do ódio indiscriminado que cada vez mais está a rachar o país, algo triste e nitidamente aderido a está sua igualmente triste atitude.
 
Cabelos brancos não traduzem necessariamente sabedoria ou fazem alguém respeitáveis, pois tais qualidades vem da alma. Esta na senhora é pura ignorância, preconceito e vazio, um Ser apenas digno de pena.
 
Sem mais,
 
Inominável Ser
NEM SEU AMIGO
NEM SEU INIMIGO

0 Loucas Pedras Lançadas: