Toda Mulher Quer Ser Uma Mulher-Maravilha?




Inomináveis Saudações a todos vós, leitores virtuais.

Voltando a falar de Quadrinhos, depois de tanto tempo, aquii!

A Mulher-Maravilha é considerada um dos primeiros personagens femininos dos quadrinhos que elevou às alturas o conceito feminista da igualdade entre o homem e a mulher. Diana (seu nome real) possui atributos muito além dos físicos, é uma mulher seguramente ativa, de grande atitude, capacidade de resolver tudo com as mais intensas propostas de resoluções de problemas e, melhor ainda, sempre consegue vencer uma batalha na qual se encontre a travar.

Que mulher não gostaria de ser uma Mulher-Maravilha? Parece um sonho ou uma utopia, mas, na verdade, já houve uma época na qual a fantasia de algumas mulheres era ser uma. Não no sentido de uma super-heroína, mas no de uma mulher que fosse capaz de solucionar a todos os problemas de sua vida e as dos demais. Uma mulher fantástica, no humano conceito deste termo, que fosse ovacionada e admirada por todas as demais mulheres e pelos homens, todos encantados ou amedrontados diante de sua eficácia e destreza na positividade de cada um dos seus atos.

E agora, no século 21, ainda há mulheres que desejam ser um tipo de Mulher-Maravilha?

Pergunto às leitoras virtuais: vocês desejam ser uma Mulher-Maravilha?

Ou preferem ser mulheres comuns, dependentes de maridos e namorados?

Qual a posição de cada uma de vocês, leitoras virtuais?

0 Loucas Pedras Lançadas: