Estudo Sobre O Nu Artístico Feminino - Introdução - O Dizer Do Resultado Final Do Observar Estético Às Duas Categorias De Estetas -


O esteta avançado através de padrões

Ao final, ao elaborar a capital obra sua de estudo da IMAGEM que nas várias imagens surgem em uma obra de arte, o esteta avançado através de padrões faculta-se o direito de ser um intérprete de direito das conclusões às quais chegou. Sendo obreiro a partir de padronizações esteticamente produtoras de chegadas a pontos efetivamente cada vez mais novos a cada ponte do horizonte de estetização percorrido pelo seu olhar estético, ele reúne o organismo efetivamente planificado dos resultados em uma metódica linha de somas que logicamente asseguram a estabilidade de cada parte do mesmo. O Outro, pensado por ele, deverá a partir dessa metódica linha escolástica de padrões acadêmicos ou particulares, partir para a elaboração de suas próprias conclusões acerca da IMAGEM. A metódica linha escolástica de padrões acadêmicos ou particulares será sempre seguramente proposta por sobre vias dogmáticas. O dogma estético prevalece e se torna a espécie preferível de caminhadas na Estética ou Filosofia Da Arte, que precisa do dogmatismo para manter vivas as escolas estéticas.


O esteta livre dos padrões


Apoiado em sua liberdade estética, liberdade de planos de estudo estético, liberdade de olhar estético, liberdade de sabor estético, liberdade de esteticamente capturar no modelar de sua construtividade estética de significações dos significados da IMAGEM ao seu maduro senso perceptivo-emotivo, o esteta livre dos padrões abre a caixa de sua própria livre caixa de métodos de estudo estético não-dogmático para o Outro. O Outro ao qual destina o resultado final de seus estudos é capacitado a possuir uma liberdade de expressividade emotiva-compreensiva-cognitiva-apreensiva da IMAGEM de uma maneira própria. Trata-se de dar ao Outro a oportunidade de despadronizar o PADRÃO que obrigatoriamente foi moldado na IMAGEM para que esta pudesse ser posta diante da apreciação pública em uma senda coerente de exigências estéticas viáveis. O viável, quando na plenitude da liberdade, agarra-se ao vôo mais alto da emotividade que abarca em si as potencialidades realizáveis da obtenção de resultados ainda mais viáveis. Resultados de liberdade pulsante, liberdade da mais livre natureza, liberdade da mais gritante veracidade no patamar de suas elaborações posteriores de outros resultados a mais.



0 Loucas Pedras Lançadas: