Os Tão Suados Corporais Amores - A Escolha Que Escorre Pelos Poros


Fora, sombras,

não existem mais

lágrimas,

aqui em mim

quando estou

enfiando no cu

da minha parceira

e puta safada

não encontro o motivo

para voltar a derramar

a porra

de uma lágrima

em momentos longe

do cu dela.

Não,

a porra que escorre

em direção ao fundo

do cu dela

é a única porra

que de mim agora

se expande,

é noite sempre

quando movo

os músculos do meu

pau grosso

nas paredes

do cu dela,

eu me movo

no gostoso eixo,

ela se move

na gostosa forma,

suamos,

ela me lambe,

eu a chupo

nas tetas suadas,

enlouqueço

com a minha pica

toda dentro

daquele cu

todo guloso...

É um cu

que engole,

que engole,

que engole,

com uma gula

que supera

a dos mais gorduchos

padres bebedores

de vinho...

É um,

um doce cu,

um sagrado du,

um deliciosamente

consagrado

cu,

que abraça,

que abraça,

que abraça,

meu membro explodindo

e pulsando até

alcançar o êxtase

que o encharca

de leite...

É um cu

bebedor do meu leite,

leite que escorre

junto com o meu

suor,

leite que escorre

junto com o suor

dela,

eu encho as mãos

com ele,

passo nos lábios

dela,

ela chupa meus dedos,

eu esfrego na cara

dela,

vou ficando de pau duro

de novo,

o cu dela vai convocando

meu pau

de novo,

acerto na primeira

estocada

o buraquinho revelador

da mensagem anal

da Religião Dos

Arrombadores De Cus...

Saem fezes

do cu

dela...

Eu as esfrego

nas costas

dela...

Eu as esfrego

na minha

cara...


Inominável Ser

SUADO

CHEIRANDO

A FEZES











0 Loucas Pedras Lançadas: