O Oculto Verdadeiro Sentido Do Sexo Historicamente Comprovado - Parte IX




No contexto presente a transcendência significa um estado de conhecimento e percepção superior ao normal, podendo assim ser considerado místico ou oculto. O êxtase é mais difícil de ser definido: pode estar relacionado a qualquer forma de felicidade ou prazer emocional, intelectual ou sensual. Talvez o critério mais prático seja dizer que o êxtase atinge a intensidade mística descrita como transcendental, na qual a mente inteira permanece presa e absorta. O êxtase transcendental pode ser espontâneo ou induzido por diversos meios, e a experiência pode incluir uma ou todas as percepções sensoriais, algumas vezes com o indivíduo num estado de transe ou de devaneio, outras vezes tacitamente ativo.



Gordon, à página 142, passa assim a diferenciar a Transcendência do Êxtase no que há de definidor complexo de suas respectivas estruturas. No acordo do Transcendente, há uma entrega ao palco valorizante do místico e do oculto ou do místico separado do oculto; no acordo dos naturais elementos do Êxtase, entram particularidades situadas no Interno, no Psíquico, nas medidas naturais do Corpo que se efetivam propensas ao voluntário e involuntário exercer do seu ocorrer. Pois assim, utilizando a Poesia, podemos definitivamente expor a diferença, já que o Ser Transcendental equivale a versos como este:



Sou A Fruta Recebida

No Alto,

A Essência Das Flores

Entre As Caminhadas

Do Meu Coração

Nas Coisas Altas,

Eu Alcanço

Deuses Em Combustão

E Sou A Ponta

Da Espada Solar

Dos Dias Reais

Da Realidade Maior

Da Criação.



Acima, já não mais existe a Criatura Encarnada, mas A Criatura Elevada, Elevada Ao Alto, Estacionada Nas Alturas Da Criação, Absorta Em Si Mesma, Absorta No Um, Envolvida Nas Delícias Altas Da Coroa Maior Dominante De Todas As Coisas. O Real Se Faz Definidor Do Ato De Ser, O Ato De Ser Se Faz Realizador Do Ato De Existir Como UM Ser, Ato De Alto, Ato Do Alto, Alto Alto Alto...


Eis O Ser Do Êxtase, concebido no glorioso momento de alcance da entrega a um Si Mesmo ou ao Outro Do Si Mesmo ou Ao Além Do Si Mesmo:



Beleza Das Belezas,

Realeza Das Realezas,

Música Das Músicas,

Meus Impulsos

São Pulsos De Todos

Os Elementos

Das Esferas,

Ah

Ah

Ah

Ah

Ah

Ah

Ah

Ah

Ah,

Estou Na Vida

De Cada Pombo

Que Esvoaça,

Corro Pelas Veias

Da Terra

Como O Sangue

Da Draconiana

Raça,

Vejo O

Dragão,

Vejo O

Meu Eu,

Vejo O

Meu Coração!



A Estupenda Força Da Exaltação, A Extrema Força Do Atrativo Estado Natural Do Tudo Sentir, Do Tudo Ser, Do Tudo Ver, Do Tudo Exercer, Do Tudo Realizar, Do Tudo Tocar Tocar Tocar Tocar Tocar TOCAR TOCAR TOCAR!!! Realização Das Realizações, Planificação Das Planificações, Atitude Das Atitudes, Somente Os Que Sentiram O Intenso E Imenso E Tremendo Pulsar Das Forças Da Verdadeira Natureza Compreendem A Poderosa Emulsão De Caracteres Vertiginosos E Incessantemente Fortalecedores D'Alma Diante Do Interno Olhar Existencial! Elemento Dos Elementos, Extensão Das Extensões, Expansão Das Expansões, EIS O ÊXTASE EIS O ÊXTASE EIS O ÊXTASE EIS O ÊXTASE EIS O ÊXTASE!!! ÊXTASE NO UM!!! ÊXTASE NO UM!!! ÊXTASE NO UM!!!



"Podemos afirmar com certeza que as pessoas que experimentaram o êxtase em relações sexuais não o confundiram com o parazer do orgasmo sexual. Muitas das pessoas interrogadas eram casadas, e nem por isso afirmaram ter experimentado o êxtase mais freqüentemente do que aqueles que disseram ter experimentado o êxtase durante a relação sexual, e que não mencionaram nenhum outro estímulo... Assim, se admitirmos que as pessoas interrogadas não eram normalmente insatisfeitas em suas relações sexuais, os sentimentos que identificavam como êxtase não podem ser equiparados aos sentimentos que derivam normalmente das relações sexuais - e isto se aplica tanto aos homens quanto às mulheres."



Citando um trecho do livro Êxtase, de Marghanita Laski, à página 144 de seu livro, Gordon nos esclarece da natural importância que o Estado exerce dentro dos limites sensoriais humanos. Isso implica a afirmarmos juntos que dentro de cada Ser há a centelha do Oculto, mesmo que em chamas baixas, que pode ser, por estímulos externos e psiquicamente favoráveis, manifestar de um modo todo espontâneo. Quando o sexo envolve práticas ocultas, a finalidade do Êxtase propicia aos sentidos a integração com o Universal, muito além da integração homem/mulher, homem/homem ou mulher/mulher; consideremos todos os tipos de relacionamentos sexuais abordados pelas sociedades que se voltam para as diversas vertentes da Magia Sexual no Caminho Da Mão Esquerda.



No Cristianismo e na Cabala dos judeus, o êxtase depende de expressões tomadas de experiências sexuais. A própria idéia de que o êxtase típico é a união dos amantes existe desde muito antes da era cristã. Não se chega a acordo sobre o que constitui o essencial na experiência; mas, em todos os relatos, há sempre elementos comuns.



Homem, Mito E Magia, volume 2, página 480, expõe-nos ao histórico parecer da crença do Poder Do Êxtase nas eras pré-cristãs. A Era Cristã veio a fundamentar o Poder Anti-Natural e a exercer erros e erros e erros acerca da Sexualidade Humana, impondo limites claros ao pleno expandir do Ser. Mas, a Sagrada Kabbalah, em suas fortalezas e esquemáticas ampliações, nada ortodoxas, trata da Sexualidade de um modo elevado, exemplar e mais condizente com uma Doutrina, com uma Ciência, que busca a interação das Criaturas com o Um, O Verdadeiro Criador Que Internamente É O Grande Êxtase Buscado Através Do Sexo Espiritual. Pois O Um se encontra na atitude sexual relacionada com a Busca Oculta Da Verdade Existencial, o que é tanto válido para os que no Caminho Da Mão Esquerda ou no Caminho Da Mão Direita realizam o Grande Ato Sexual de modo a alcançarem A Elevação Existencial e não a simples e medíocre submissão aos meros instintos animais. O Êxtase é uma Via, A Via Do Encontro Com A Superioridade Existencial, órgãos sexuais e corpos devotados ao Espírito Do Real Que Se Automanifesta No Oculto Manipular Das Forças Internais Sexuais. Manipula-Se A Vida, Manifesta-Se A Morte, Automanifesta-Se A Verdadeira Vida, Manifesta-Se A Verdadeira Morte! A História Do Ocultismo não abre mão de diversos casos, conhecidos e desconhecidos, esquecidos e relembrados, de homens e de mulheres que em seus Maiores Êxtases correram pelos campos dos seus Deuses Internos e Realizaram A Colheita Do Cálice Sagrado Do Verdadeiro Ser. É o sangue oculto a correr nestas veias que atesta e confirma a síntese do que é O Êxtase, um Estado incompreensível aos que incompreendem O Verdadeiro Poder Sexual, O Verdadeiro Poder Da Carne Moldada Para A Busca Do Alcance Do Ser Mais. E o Tantrismo é um Caminho Maior Do Buscar O Ser Mais, pois como diz Gordon à página 160:



Em resumo: o tantra hindu atribui todas as misérias e alegrias humanas ao jogo sexual de um Princípio Criador Feminino, encarnado numa Deusa representada sob diversas formas, penetrada sexualmente por um sêmen masculino invisível. A penetração é agradável para ambos, sendo semelhante à relação sexual. Ao aprender a se identificar com o "prazer-em-jogo" cósmico, o Adepto terminar por admitir que o elemento miséria é parte necessária da função criadora e que o prazer humano é um reflexo verdadeiro do deleite cósmico.



Por isso, é necessário que cada Adepto encontre a sua Mulher-Escarlate, a sua Lilith Encarnada, a sua Deusa Complementar; e que cada Adepta encontre o seu Homem Solar, o seu Dagon Encarnado, o seu Deus Complementar. Por experiência própria digo aos Adeptos que nenhuma prostituta, tão carregada de vícios anti-naturais, pois anti-natural é a prostituição destituída de vínculos sagrados com o Um, pode fazer com que se alcance O Ser Mais; e digo às Adeptas que nenhum michê, que incorre no mesmo erro existencial das prostitutas, pode também lhes dar O Ser Mais. Aguardem, Busquem ou Deixem O Natural Agir Em Prol Do Grande Encontro Carnal...


O Êxtase É O Poder Original!


O Êxtase É O Som Original!


O Êxtase É A Cor Original!


O Êxtase É O Ser Original!


O Êxtase É O Ascender Original!


O Êxtase É O Ato Original!


O Êxtase É O Exercer Original!


O Êxtase É O Espelho Original!


O Êxtase É O Caminho Original!


Êxtase Lunar!


Êxtase Solar!


Êxtase Venusiano!


Êxtase Marciano!


Êxtase Jupiteriano!


Êxtase Saturnino!


Êxtase Plutoniano!


Êxtase Netuniano!


Êxtase Uraniano!


O Êxtase Do Carneiro!


O Êxtase Do Touro!


O Êxtase Dos Gêmeos!


O Êxtase Do Caranguejo!


O Êxtase Do Leão!


O Êxtase Da Virgem!


O Êxtase Da Balança!


O Êxtase Do Escorpião!


O Êxtase Do Centauro!


O Êxtase Do Capricórnio!


O Êxtase Do Aguadeiro!


O Êxtase Dos Peixes!


A Roda Zodiacal, Seus Elementos, Seus Fundamentos, Ocultas Sendas Que Confirmam O Interno Poder De Alcançar A Via Do Êxtase Através Do Estudo Dos Astros A Transitarem Ocultos E Revelados Pelas Esferas!


Isto é uma loucura minha agora?


Loucura aqui citar a Astrologia?


Mas, o que é a Astrologia senão um dos infinitos Caminhos que também podem ser utilizados pela Sexualidade aliada ao Ocultismo a fim do Alcance Do Ser Mais?


Não é loucura!


Não é ortodoxa leitura!


Não é flexível leitura!


É A Leitura Interna que através do meu Êxtase em escrever tanto este texto quanto toda esta série a comprovar o Oculto Verdadeiro Sentido Do Sexo vem a se Automanifestar!


No décimo post a falar sobre este assunto, vamos à contemporaneidade, vamos ao Ver do Erotismo e da Pornografia, de seus Sentidos Ocultos, da Verdade Oculta que diz que através deles também se pode alcançar O Ser Mais!


Links:

Sexualidade E Religiosidade Nas Origens Do Cristianismo

Kabbalah Y Sexo: The Kabbalah Book Of Sex (Spanish Edition)







0 Loucas Pedras Lançadas: