O Oculto Verdadeiro Sentido Do Sexo Historicamente Comprovado - Parte VI




Íncubos - Demônios que seduziam as mulheres. Contam que eles praticavam o ato carnal sem que produzissem na vítima uma verdadeira satisfação, mesmo que o íncubo assumisse a forma do homem querido. O espasmo venéreo determinava uma forte ejaculação seminal, que a mulher sentia como se penetrasse em seu interior uma violenta corrente de gelo. Este Demônio também teria uma portência extraordinária, que lhe permitia repetir o coito um ilimitado número de vezes.


Súcubos - Forma feminina dos Demônios que estabelecem relações carnais com os seres humanos.



O Dicionário De Ciências Ocultas, às páginas 168/169 e 228, assim vem a classificar os Íncubos e os Súcubos, Demônios Da Carne, instigadores dos sonhos eróticos mais formidáveis e que compreendem as solturas das essencialidades ocultas de sexualidades que, por motivos vários, não são completamente satisfeitas; e, se algumas são, a ação de tais Demônios, todos sob a jurisdição de Lilith, alimentam ainda mais a carga de eroticidade presente em personalidades de seres mais próximos às bacantes e aos sátiros da Mitologia Grega do que aos condicionados pelos moralismos religiosos e sociais da contemporaneidade. Íncubos e Súcubos podem ser Amores ou Terrores, dependendo da disposição d'alma daqueles que com eles entram em contato direto, imediato e profundo. Amores Carnais, Terrores Carnais, condensando-os podem se tornar Fontes De Poder determinantes do aumento ou da diminuição do tônus sexual, dos apetites além dos comuns apetites sexuais humanos. Quem compreende a Ação Dos Mundos De Lilith em si é um Imperador e uma Imperatriz do Poder Transcendental Do Sexo, Poder este que proporciona as medidas necessárias de fortalecimentos das capacidades internas, das Trevas Interiores às Luzes Interiores. As Trevas Do Ser e todas as suas amplitudes são Despertas pelos contatos com as explosivas relações com os Íncubos e Súcubos, pois o sexo, quando não verdadeiramente compreendido, faz parte das incompreensíveis Trevas fecundas que carregamos em nós. As Luzes Do Ser, a correta utilização dos contatos com os Íncubos e os Súcubos, a dinamização dos Encontros Noturnos com os mesmos, através de ritos ou de formas-pensamento eficazmente elaborados, permitem a elucidação de todos os Mistérios Interiores, o sexo atinge uma compreensão que permite a continuidade das expansões referentes ao domínio carnal, pois sem domínio apenas somos estúpidos imbecis que pensam com a cabeça do pau ou com os lábios da buceta, sejas tu um homem ou uma mulher.


Marcos Torrigo fala dos Amores e dos Terrores gerados por Lilith e Suas Filhas e Filhos, à página 31 de Vampiros - Rituais De Sangue:



Surge no meio da noite, trazendo sonhos eróticos carregados de emoção, e os homens são as principais vítimas. Quando despertam, dão-se conta do vulto monstruoso pousado sobre seu peito, pronta para absorver o esperma fruto da ereção. A morte, a loucura e a depressão são os resultados dessa visita. Um súcubo, um demônio da noite, sedutora de homens, assassina de crianças e mãe de demônios.



Parafraseando Paulo, este moralista bíblico que contaminou o Cristianismo Primitivo (O VERDADEIRO CRISTIANISMO) com as suas fraquezas interiores, devemos fazer notar em nossas intelectualidades que a violência da linguagem mata e a serenidade da Visão Espiritual vivifica. Lilith, Súcubos e Íncubos: Demônios maléficos que levam os homens e as mulheres à loucura, à perda de contatos com os materiais elementos da sanidade e da existência e consistência de suas realidades? Lilith, Súcubos e Íncubos: assassinos de interiores, assassinos de exteriores, assassinos de criancinhas inocentes, bebês de colo? Adultos e crianças do mundo contemporâneo, abramos os nossos olhos mortais e imortais, façamos uma análise, façamos uma busca da inteireza realidade destes Aspectos de Lilith, dos Súcubos e dos Íncubos. A Sedução, a Forma Primordial de aproximação Deles, ocorre quando o homem ou a mulher, Iniciados Negros, penetram nos Mistérios de seus Abismos Interiores, percorrendo os labirínticos monumentos de Verdades e Mentiras presentes em sua Interioridade, sendo o sexo uma Porta Maior de um Recinto Divinizante em meio às Trevas Do Ser. Compreendida a Sedução, assimilada a Sedução, manipulada a Sedução, a Criança Interior, este espécime primitivo e infantil da personalidade humana, atada a ismos e a movimentos anti-naturais como a compaixão e o simples amor físico, é Assassinada, isto é, expurgada do Interior, lançada ao fundo do Abismo Interior, servindo o seu cadáver de alimentação da Maturidade que cresce após essa Fase Iniciática. Do cadáver de nossa Criança Interior, desta Coisa atrasante do Desenvolvimento Interior, podemos Construir um Adulto Entendimento que venha a mesclar o que de positivo havia na moldura daquela Criança e o que de empreendedor e evolutivo há na Maturidade Interior, uma Fase que anuncia o alcance das Verdades Interiores e o extinguir das Mentiras Interiores. Compreendendo e controlando os impulsos infantis que podem ser transformados em impulsos de amadurecimentos a mais, o Ser pode, então, domar a sua sexualidade, soltá-la, quando necessário, de forma desenfreada, e reprimi-la, se assim o quiser, para a conversão da mesma em Energias que podem ser desviadas para trabalhos físicos ou mentais apropriados. Afirmo que, assim, visando ao engrandecimento interior, ao crescimento interior, através da Compreensão do papel de Lilith, Súcubos e Íncubos, os que Atravessam O Abismo podem se tornar fiéis representantes e, até se o quiserem, Demônios.


A Comunhão com Lilith, com os Súcubos e com os Íncubos potencializa a estruturação de um Iniciado Negro como um Demônio, ou seja, O Conhecedor De Si Mesmo Relacionado Ao Seu Papel Existencial Para Si Mesmo. O Caminho Da Mão Esquerda é o próprio amparo dos que se igualam, em Comunhão, com as Entidades, Deuses e Arquétipos que povoam O Abismo, O Deserto, Os Infernos. A Imaginação pode, então, ser uma poderosa aliada, uma poderosa arma, uma poderosa maneira de Ritual Interno que se prontifica a tratar a sexualidade na mais natural das sendas livres das amarras e correntes erguidas e eternizadas pelos moralismos sociais. Vejamos o exemplo de um homem com algum Conhecimento Oculto referente ao Caminho Da Mão Esquerda que, em uma repartição pública, local onde uma certa conduta social é exigida conforme as "boas normas de convivência social", nota a beleza de uma mulher e a deseja profundamente, querendo fodê-la ali mesma, enfiar-lhe o pau no meio do cu, no meio da buceta, no meio da garganta... A mente começa a agir, ele se vê enfiando o pau no cu dela, na buceta dela, dentro da garganta dela... A mente agita alguns Portais, alguns Templos, alguns Poderes que adquiridos vão sendo através da condução de tal homem em sua Iniciação Negra... A mente, a Imaginação, a Vontade explodindo, mas sendo controlada, ativa visões e imagens dos sonhos eróticos proporcionados pela visão de uma parte do corpo da mulher ou de sua calcinha... Uma calcinha... Uma calcinha que pode ser vermelha... Uma calcinha deliciosamente vermelha... Uma calcinha vermelha, incitando o homem a imaginar-se retirando-a com seus dentes, pouco a pouco, em uma cama, ela deitada de bruços, o rosto roçando nas nádegas, nas coxas, nas panturilhas, nos pés... O homem, utilizando de sua Imaginação, vai transmitindo esses sonhos, que povoam o Astral entre ele e ela, a esta... A mulher sente-se ferver, mas não sabe qual a origem do arder de sua carne, pois a habilidade de um Iniciado Negro, a sua principal habilidade, é ser tão silencioso, invisível e imperceptível como os Mestres Do Silêncio Eterno... A mulher sente-se tocada na calcinha... A mulher sente-se tocada, mesmo que levemente, sente-se desejada... A mulher sente percorrida, sente-se atravessada... Atravessada no belo cu que na mente do homem surge... Atravessada na bela buceta que na mente do homem surge... Atravessada na garganta pelo pau enrijecido e repleto de energias do homem que silenciosamente equilibrado deseja-a... No instante correto, a ligação entre eles pode ser quebrada pelo Operador, que se livra do Doador; ou uma parcela mínima desse contato, feito silenciosamente no Astral, pode ser mantida, como uma marca, a marca de um silencioso beijo repositário de luxúrias e depravações infinitamente deliciosas...


Eis um Iniciado Negro detentor do Império de sua sexualidade tornando-se um Íncubo; o mesmo pode ocorrer com uma mulher Iniciado nas mesmas práticas, ao desejar um homem que ela queira penetrando-a no cu, na buceta e enfiando até o fim da garganta o pau duro, uma Súcubo que se faz desejável até o infinito de suas exigências sexuais, livrando-se depois dele ou atando-o a si eternamente... E, também, claro, os homens que desejam homens e as mulheres que desejam mulheres também podem fazer uso dessas deliciosas práticas... Do modo mais natural, os que Sabem podem se tornar Íncubos e Súcubos, adquirindo experiência quanto ao controle de sua sexualidade e do poder atrativo que pode exercer nos objetos desejados. Há sempre uma troca justa em todo tipo de contato assim realizado, uma troca de Energias que aumenta o magnético poder silencioso do Operador e o atrativo poder chamativo do Doador. Qual mulher nunca se sentiu tocada, em qualquer lugar do mundo, da maneira descrita acima, sem saber o porquê e a razão de assim ter sido tocada? Qual homem nunca se sentiu tocado, em qualquer lugar do mundo, da maneira descrita como idêntica à exposta acima, sem saber o porquê e a razão de assim ter sido tocado? Todos, de todas as formas, já foram tocados assim mesmo pelos Íncubos e Súcubos, sejam os que Sabem Ser Íncubos e Súcubos ou os que, do Plano Astral, São Primordialmente Íncubos e Súcubos. Se essas tendências e habilidades referentes à Comunhão com tais Seres é Natural, porque reprimi-las? Ao invés de serem reprimidas, ditas tendências e habilidades devem ser compreendidas em sua integridade, afirmo, fora do que se convenciona ser visto como condenatório pelos seguidores do Caminho Da Mão Direita. Por mais que existam inimigos do Natural, os seguidores do Caminho Da Mão Esquerda, senhores supremos e os que melhor compreendem, entre os das Humanidades, o sexo, devem atentar-se ao fato de que o mesmo é tão digno e autêntico quanto aquele já que é um das Infinitas Manifestações Do Um, da Verdadeira Mãe, do Verdadeiro Pai, O Um que não é o tal do "Deus Único", O Um Que É O Inconcebível Infinitamente Manifestado Em Infinitas Fontes De Poder. Lilith e Seus Mundos são Fontes De Poder Do Natural; sendo assim, todos os Seus Filhos, encarnados e desencarnados, agem a favor do Natural, melhor do que muitos que seguem apenas as Luzes e que, por serem limitados e ofuscados por estas, servem ao Anti-Natural, ao que condena todo Ser sexualmente livre.


Os casos registrados de relacionamentos entre Íncubos, Súcubos e os seres humanos, contidos no Malleus Maleficarum, "denominado o livro mais perverso e sinistro jamais escrito sobre Demonologia", nas palavras de Gordon, são exemplos dos que não Souberam manipular as grandiosidades de trocas que podem haver em contatos do tipo. Tudo ali descrito anuncia a falta de controle e vários motivos para que os inquisidores pusessem na fogueira pessoas que foram enlouquecidas pelos contatos efetuados de modos mais naturais. Escrito por dois dominicanos a partir de 1484 e publicado em 1486, serviu de guia para os juízes inquisidores no julgamento de bruxos e feiticeiros devotados aos seus respectivos ritos. Muitos ainda confundem a Bruxaria com a Feitiçaria, mas isto é um assunto para um tópico à parte; o que importa aqui é relatar a ingenuidade, a infantilidade (o predomínio da Criança Interior como descrita acima) nas personalidades dos que foram acusados de tomar parte nos concílios carnais com os Íncubos e Súcubos. A maioria dos relatos é de assombrosa constituição, revelando a debilidade mental dos acusados, como pode ser vista no capítulo do livro de Gordon dedicado aos Seres que neste post são discutidos. Não se discuti a natureza dos Demônios, se Estes são maléficos, benéficos ou indiferentes; a sua aproximação dos seres humanos é por estes determinada e o que se deduz do ocorrido na época da Inquisição é que os desejos sexuais reprimidos foram os responsáveis pelas explosões de delírios e loucuras várias proporcionadas pelo contato entre as duas Espécies. Gordon diz, à página 111:



Como Hans Freimark observou, os Demônios despertavam os desejos sexuais mais violentos e intensos em indivíduos de todas as condições e idades; alguns ficavam tão inflamados pelo desejo sexual que chegavam a manifestar uma série de perturbações mentais. Incapazes de permanecer parados num lugar, saíam pelas ruas à procura de satisfação para seus desejos.



Acima, uma das descrições das origens de todos os crimes sexuais, quando a falta de satisfação não pode ser atendida através de prostitutas e michês. O Equilíbrio Dos Pólos é necessário e, com ele, o Iniciado Negro pode, a bel-prazer, contatar Íncubos e Súcubos e tornar-se ele mesmo um Íncubo e um Súcubo. As torturas e mortes na fogueira dos indivíduos na época considerada acima são das imbecilidades mais vastas da História Da Humanidade, pois tratavam-se apenas de desconhecedores das Forças Ocultas criados em uma religião anti-natural que castra todos os sentidos naturais básicos e avançados. Tiveram culpa ao atrairem com os seus sonhos e desejos reprimidos os Seres que os sugaram, casos de monstruosas Possessões arrebatadoras da sanidade e destruidoras da centralidade equilibrante existencial da consciência, todas sendo frutos da repressão sexual vigente à época; mas a maior das culpas é a da Igreja Católica, que os dizimou ao invés de curá-los.


Hoje, o conhecimento do Caminho Da Mão Esquerda e seus Ritos Equilibrantes Do Ser, disponível em livros e na Internet, está ao alcance de todos os que se prontificam a exercer Impérios em si mesmos.


O Império Carnal, plenamente dominado, É necessário.

Trevas E Luzes, Luzes E Trevas, O Iniciado Negro Sabe Que As Vestes Carnais Proporcionam O Pleno Compreender E Domínio Delas.



A Maldição De Amar Uma Súcubo Que Me Devora


Tu me deixas assim,

Súcubo,

Qual demente picado

Por serpente desdenhosa

Que se arrasta pelo leito

Que me acolhe

Os mornos ossos!


Tu me deixas assim,

Súcubo,

Esvoaçante magnificamente

Por sobre o meu leito,

Sugando minhas mentiras,

Sugando minhas verdades!


Tu deitas comigo,

Súcubo,

O triste vinho bebo,

O alegre vigor meu

Tu bebes,

Tu me tens como escravo

Desesperado agreste!


Tu deitas comigo,

Súcubo,

Invade as valas d'alma

Que me move neste Plano

De lamas várias,

Batendo aos meus fracos pés

As vossas fortes asas!


A lua cheia,

Súcubo,

Te enche de luas novas,

Tu uivas,

Eu uivo,

A semente quebra,

A lendária força molda!


A lua cheia,

Súcubo,

Te possui em luas novas,

Tu balanças,

Eu balanço,

O Véu De Dejanira aberto,

As Asas De Pégaso incineradas!


Tombo,

Súcubo,

Suas asas meticulosas

Arrombam as conscientes portas

Da minha vitalidade,

Sou vidro,

Sou papel!


Tombo,

Súcubo,

Viajo no trem que bate,

Sufoco-me no bastião

Do fim das minhas muitas

Perdidas não-idades,

Não tenho mais espadas,

Não tenho mais escudos!


Entrego-me,

Súcubo,

Tuas pernas pesadas

Sobre o meu peito de papelão

Me afundam no leito

Fora do solar e diurno

Bastião!


A Grande Noite,

Súcubo,

Te traz como insinuante

Corajosa sedutora infinita,

A Dama Noturna que toca

Em minha carne,

A Dama do meu leito!


A Grande Noite,

Súcubo,

Te faz gargalhar acima de mim,

Teus pés me massacram,

Tuas mãos apertam-me

O pênis,

Tua boca me sacia...


Amanhece,

Súcubo,

Tu vais embora

Para as Terras Dos Vultos,

Minha solidão,

Então,

Me amaldiçoa com a luz solar!


Amanhece,

Súcubo,

E eu te quero ainda saciando-me,

Sou fantasma no ar diurno,

Sou Filho Do Ar Noturno,

Me seduzas todo mudo,

Meu corpo contigo fala!


Em meu leito,

Súcubo...


Em meu leito,

Súcubo...


Em meu leito,

Súcubo...


Como no leito

Do Marquês de Sade

Tu ficastes,

Súcubo...


Como no leito

De Sacher-Masoch

Tu ficastes,

Súcubo...


Como no leito

De Byron

Tu ficastes,

Súcubo...


Como no leito

De Baudelaire

Tu ficastes,

Súcubo...


Como no leito

De Verlaine

Tu ficastes,

Súcubo...


Como no leito

De Poe

Tu ficastes,

Súcubo...


Como no leito

De Cruz e Sousa

Tu ficastes,

Súcubo...


Como no leito

De Álvares de Azevedo

Tu ficastes,

Súcubo...


Maldição,

Súcubo,

Mãe Das Vadias,

Mãe Das Vagabundas,

Mãe Das Prostitutas,

Filha De Lilith,

Por que te amo assim?


Maldição,

Súcubo,

Te amo,

Vadia,

Vagabunda,

Prostituta,

Filha De Lilith...


Te amo,

Súcubo...


Te amo,

Súcubo...


Te amo,

Súcubo...


succubus umhus ouhus

succubus uyrus ufeus

succubus feaurus ushuesus

succubus hunus ius

succubus vulunus ituyus

succubus nuus ferusus

succubus amurerus deususudus

succubus

succubus

succubus

ameylus

ameygus

amethygus


Inominável Ser

AMANDO A SUA

SÚCUBO


in: Cova Abismal De Poemas

Sombrios




No próximo post, trataremos do Satanismo Tradicional, de Thelema e da Magia Noturna, vertentes do Caminho Da Mão Esquerda que utilizam a Magia Sexual como ponto essencial de suas doutrinas, neste estudo afirmativo do Oculto Verdadeiro Sentido Do Sexo.


Links:

Portal Dos Mistérios - Íncubos E Súcubos

Demonologia Medieval

Sexo E Espiritualidade

Súcubos - Judite Zamith Cruz

Malleus Maleficarum - Parte I









0 Loucas Pedras Lançadas: