Visitando Os Escritores E Poetas Incomuns - Conclusão


Dante Alighieri, Emily Brönte, Franz Kafka, Edgar Allan Poe, Charles Baudelaire, Arthur Rimbaud, Sacher-Masoch, Marion Zimmer Bradley, Victor Hugo, Camilo Castelo Branco, Cruz e Sousa, Augusto dos Anjos, Castro Alves, Machado de Assis, Graciliano Ramos... Tantos e tantos e tantos este Inominável Ser, neste artigo em quatro partes, poderia ter citado... Mas, isso se tornaria logo um livro e não um artigo, não se tornaria, leitores virtuais? A escolha de quatro dos Incomuns Criadores foi espontaneamente difícil, mas o resultado, como podem ver nas quatro partes, está aí, para toda vossa apreciação, execração, punição, qualquer ação que lhes vier à mente, pois o que este Inominável Ser escreve, ele o sabe, não gera unanimidades. Mas, este Inominável Ser escreve com a alma, cada letra, cada passagem, deste artigo, foi escrita com a alma, como sempre se deve escrever. Assim, com a alma, os dois escritores presentes no estudo deste artigo, Marquês de Sade e Anthony Burgess, e os dois poetas, John Milton e Álvares de Azevedo, potencialmente escreviam. O mesmo ocorria com os citados no início destes apontamentos finais e com todos que também podem ser citados, recitados, lidos, relidos.


Ao final, reafirmo que os Incomuns ainda estão pulsantes nas esferas poéticas e literárias, mesmo esquecidos, mesmo abandonados, mesmo desprezados pela maioria humana, a qual crê que escrever livros que vendam milhões de exemplares equivale a ser um Deus Da Literatura ou um Deus Da Poesia. Não é assim o mecanismo do escrever. Não é assim o mecanismo do poetizar. O mecanismo do escrever e o mecanismo do poetizar é Não-Mecanismo, é algo inato que se esconde e se revela em textos e em poemas, ausentando-se dos olhos dos comuns leitores e apresentando-se aos olhos dos incomuns leitores. Os Incomuns aguardam todos vós, leitores virtuais, dentre os clássicos, na Internet e entre os jovens escritores e poetas pelo Brasil e pelo mundo que estão fora da cartilha oficial de “talentos” para publicação de livros das nossas queridíssimas editoras tão amigas do capital e inimigas, ainda que inconscientes, da Verdadeira Literatura e da Verdadeira Poesia, para as quais o dinheiro é tão importante quanto lixo queimando em uma beira de um rio contaminado pelo esgoto das nossas casas.


Este artigo é um chamamento a uma Verdade, leitores virtuais, leiam-no e releiam-no nas entrelinhas, compreendendo-o.


Ou continuem a considerar as pseudo-literaturas que hoje se vendem aos milhões como algo de valor no Império Das Letras, o problema não será deste Inominável Ser aqui...


Saudações Inomináveis a todos.



Bibliografia


AZEVEDO, ÁLVARES DE. Lira Dos Vinte Anos. São Paulo: Martins Fontes, 1996. (Versão digitalizada)

________________________. Poemas Malditos. 3ª edição, Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1988. (Versão digitalizada)


BURGESS, ANTHONY. O Homem De Nazaré. Tradução de Raul de Sá Barbosa; São Paulo: Círculo do Livro, 1977.


JORNAL DA UFRJ. “As luzes sombrias de uma era – Pós-modernidade e pós-modernismo, as marcas do triunfo capitalista em todas as facetas da vida humana. Um legado de indiferença, conformismo e barbárie à História e à cultura da civilização”. Texto por Rodrigo Ricardo; Rio de Janeiro: Gráfica UFRJ, Agosto/2007.


LEVI, ELIPHAS. Dogma E Ritual Da Alta Magia. Tradução de Rosabys Camaysar; São Paulo: Pensamento, 1974.


LORENZ, FRANCISCO VALDOMIRO. Noções Elementares De Cabala – A Tradição Esotérica Do Ocidente. 8ª edição; São Paulo: Pensamento, 1977.


MILTON, JOHN. Paraíso Perdido. Tradução de António José de Lima Leitão; Versão para eBook: eBooks Brasil; Fonte Digital: Digitalização do livro em papel, Volume XVIII da Coleção Clássicos Johnson, Rio de Janeiro: W. M. Jackson, 1956.


SADE, MARQUÊS DE. A Filosofia Na Alcova. (Versão digitalizada)


Links:

Literature.org - The Online Literature Library

Literature Study Guides - SparkNotes

Literatura - Literatura Brasileira E Portuguesa

Biblioteca Virtual - Literatura

Mundo Cultural - História Da Literatura

História Da Literatura E Os Gêneros Literários

História Concisa Da Literatura Brasileira

Poetry

Writing With Writers: Poetry Writing/ Scholastic.com

Poetry Study Guides - SparkNotes

A Magia Da Poesia

História Da Poesia

História Da Poesia Universal (Breve Relato)

Congresso Brasileiro De Hispanistas - A História Da Poesia E A Poesia Da História - Crítica Literária E História Intelectual Nos Ensaios De Octavio Paz




2 Loucas Pedras Lançadas:

cheiademanha disse...

olá obrigada pela visita volte sempre que quiser
não sabia que vc era o dono do blog a vulva de lilith tenho ele linkado em meu outro blog o cheia de manha
suave seja
adorei seu espaço
e seus blogs tb olhei todos
beijos no coração
.
.
Sandrinha

Agradeço-lhe pelas visitas em meus blogs, Sandrinha, também gostei muito dos vossos, a apreciação é recíproca. Eu vou lê-los com mais calma e lhe digo para não ligar para certos comentários postados neles, como eu vi em um. Já passei pelo menos e nem dei atenção, simplesmente ignorei, apaguei a todos e continuei em frente. Não ligues para o que dizem, continues, apenas.

Retornes quando quiser, és bem-vinda aqui sempre!