A Voz Do Louco Em Marcha Quebradora Dos Seus Ossos


O Louco solta gritos.

O Louco vocifera.

O Louco se agita.

O Louco vê caminhos fechados.

O Louco vê caminhos abertos.

O Louco vê mortes.

O Louco vê sangue.

O Louco vê tiros.

O Louco ouve vozes.

O Louco é as vozes.

O Louco é os tiros.

O Louco é o sangue.

O Louco é as mortes.

O Louco...

Porra!

O Louco...

Merda...

O Louco...

Caralho?

O Louco...

Puta que o pariu.

O Louco vai tecendo versos.

O Louco sabe que seus versos são lidos.

O Louco sabe se os seus versos são compreendidos?

O Louco romantiza.

O Louco sabe que seus romances são vívidos.

O Louco sabe se os seus romances serão Vida?

O Louco cava covas.

O Louco é uma cova.

O Louco sabe que ele é de todas as Covas?

O Louco...

A sua sacola de verdades, mentiras, mistérios, devaneios, anseios, desenganos, ilusões...

O Louco...

Alguma amada para beijar, alguma mulher para, pelo menos tocar?

O Louco...

Solitário monstro que insiste em Ser!

O Louco...

Vencedor.

O Louco Sabe.

O Louco Ouve.

O Louco Vê.

O Louco É.

O Louco É O Saber.

O Louco É O Ouvir.

O Louco É o Ver.

O Louco É O Ser.

O Louco...

Compreendo, eu sou O Louco...

O Louco...

Resisto ao meu campo de pesadelos altos e sonhos que não existem mais ao largo dos meus caminhos, Caminhos Inomináveis, Inomináveis Caminhos...

O Louco...

Parar?

O Louco...

Guerrear!

O Louco...

Eu, Inominável Ser.

Eu, Giovani Coelho de Souza.

Eu, um Ser.

Eu, O Ser.

Eu, O Louco Inominável Ser.

Eu, O Louco Giovani Coelho de Souza.

O mundo está caindo e minhas armas, loucas armas, são as minhas palavras, os meus versos, o meu Ser.

Me ame, sou Louco!

Me odeie, sou Louco!

Me admire, eu assumo quem Sou, eu assumo meu nome humano, eu afirmo meu falar, sou Louco!

O Louco...

O Louco...

O Louco...

O Princípe Andarilho por mim passa, O Louco.

O Príncipe Andarilho por mim passa, O Louco...

O Princípe Andarilho por mim passa, O Louco?

O Príncipe Andarilho por mim passa, O Louco!

Vocês pensam que eu estou vencido, seus escrotos?

Vocês pensam que eu estou caído, seus escrotos?

Vocês pensam que eu estou destruído, seus escrotos?

Ah, Eu Sou O Louco!

Louco, que fala com todos os seus inimigos, encarnados e desencarnados, agora!

Ah, Eu Sou O Louco!

Fodam-se todos!

Ah, Eu Sou O Louco!

Fodam-se, inimigos, enlouquecerão mais do que eu tentando me derrubar!

Ah, Eu Sou O Louco!

Fodam-se, inimigos, desabafo assim e ergo meu Eterno Inominável Ar!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!

AH, EU SOU O LOUCO!!!


Giovani Coelho de Souza

O INOMINÁVEL SER




0 Loucas Pedras Lançadas: