O Arquétipo Hecatiano Nas Sombrias Musas Dos Quadrinhos - Parte V


IV – Hecate Kourotrophos, A Médica


A Medicina Oculta é desconhecida por todos os médicos de todos os hospitais do mundo, rendidos que foram pelo academicismo, o qual considera as Ciências Ocultas, de uma maneira geral, meras crendices. Os acadêmicos, os empanturrados de conhecimentos materialistas, os atrofiados espiritualmente que crêem apenas nas coisas visíveis, desconhecem esta afirmação crida por todo ocultista e, também espiritualistas que se especializam em vários estudos acerca dos mecanismos vários da Espiritualidade em suas manifestações na Terra: todas as doenças são de cunho espiritual, suas origens encontram-se n'alma e não no corpo físico. Nada mais pode subjugar esta certeza, já que são inúteis os esforços da Medicina comum em debelar todo tipo de câncer e, também todo tipo de doença, já que a gênese de todas elas não podem ser vistas através das meras lentes dos laboratórios. A Medicina comum, mesmo avançadíssima nos dias atuais, é uma palha e uma piada perto da Medicina Oculta, Medicina esta praticada por muito poucos homens e mulheres na atualidade. Não falo dos cura os curandeiros ridículos dos classificados dos jornais; dos pais-de-santo e mães-de-santo ridículos que possuem programas nas rádios comunitárias ou de grandes cadeias nacionais; dos pastores e pastoras das igrejas evangélicas ridículas que se proliferam pelo mundo, pelas rádios, pelas televisões; não falo desses indivíduos mesquinhos movidos a dinheiro e em busca do sucesso puro e barato. Falo dos ocultos senhores e das ocultas senhoras, do Plano Físico, do Plano Extrafísico, que trabalham em prol de tal Medicina, atuando longe de todo e qualquer tipo de holofote, atuando como propagadores de curas para os mais necessitados, os mais desesperados, os mais perdidos, com todas as suas doenças mais espirituais do que meramente físicas.

Hecate Kourotrophos, A Médica, A Atuante Nas Curas Das Almas Perdidas Entre Os Vales, A Médica Das Almas Que Querem Iluminar-Se, A Médica Perfeita Atuando Nas Sombras. Das muitas miríades de Medicinas Ocultas possíveis na Deusa Hecate, uma delas se propõe a enfatizar a Arte Sombria, a qual está sob Sua proteção direta em todos os níveis. Sabemos que ler equivale a tocar em outras Esferas, Esferas que são existentes no Mundo Da Imaginação, Mundo na qual Forças Espirituais agem de comum acordo com os Seres que por Ele caminham. Nas sombrias musas, então, a Deusa Hecate vai propondo uma Força De Cura que se refere a estados mentais dos leitores que se expandem em ler mais a fundo as histórias delas e a encontrarem, além do superficial, o Mais Fundamental. Uma das doenças espirituais mais nocivas é a do desinteresse em adquirir conhecimentos nos mais simples atos, como o da leitura, ainda mais de quadrinhos, os quais muitos acham como “simples diversão” ou “coisa de criança” ou “coisa de adulto que não cresceu”. Leso pensamento, leso monumento de preconceito, leso afirmar de uma opinião de fraco fundamento, pois A Imaginação, seja em qual idade que um ser humano possuir, é a fundamentação direta de toda realização material possível que, antes de ser Real, foi Imaginada. Quando se tem um controle sobre tais conhecimentos, quando se pode adentrar no cerne transformante de tais conhecimentos, o painel de possibilidades de positivas realizações de um Ser para o mundo torna-se bem mais amplo. Leitura é uma cura, ler é curar-se, seja de doenças visíveis, seja de doenças invísiveis, visíveis à alma, invisíveis à mente. Às vezes, o intelecto não percebe os movimentos nocivos de atrasos n'alma e se esvanece na inércia do nada explorar no perceber o que está a ler, ler nos quadrinhos ou ler nos livros ou ler nas revistas de qualidade (não falo do lixo vendido tanto nas bancas de jornais todos os dias, como as revistas de fofoquinhas, de fodas irracionais e de “muié pelada”...). Captar a essência do lido, curando-se da doença que leva à inércia do não aprender com o que se está lendo, é uma das particularidades medicinais ocultas que fazem ser proveitosas todas e quaisquer leituras.

Expulsar toda inércia, lendo. Expurgar toda doença a levar a inércias a mais no pensamento, lendo. Esse é o papel oculto de toda leitura, papel que deve estar conscientemente centrado na execução de uma excelentíssima leitura, até da história mais chata à história mais envolvente e aterradora. Os quadrinhos de Terror e de Horror, em todos os seus pontos, não possuem histórias chatas, histórias frias, histórias isentas d'alma, já que, se notarmos bem, as suas temáticas todas tocam em pontos desconhecidos da psique humana que muitos psiquiatras ainda desconhecem e descartam como simples delírios. Psicopatas, estupradores, pedófilos e os tipos da mesma estirpe que são os piores seres que entre nós podem caminhar, estariam curados se desde a infância, quando identificadas suas doenças mentais por parte de psiquiatras de verdades (e não um como aquele que soltou aquele doente mental, em prisão psiquiátrica, que em São Paulo estuprou e matou dois irmãos em uma mata) fossem incentivados a lerem e a escreverem sobre suas manias e psicoses e sobre as manias e psicoses dos outros. Imaginem quantos talentosos escritores de Terror e de Horror haveriam no mundo se assim a Psiquiatria agisse ao invés de tratamentos ineficazes, absurdos e fracos que há muito são apenas pó? Imaginem que escritor talentoso de histórias de Terror e de Horror seria Jeffrey Dahmer! Imaginem que escritor talentoso de histórias de Terror e de Horror seria o Maníaco Do Parque! Escritores que fariam a Purgatori, por exemplo, caminhar entre as Esferas Altas e as Esferas Baixas, desafiando Aqueles Que Se Assentam Nos Tronos Mais Altos; escritores que fariam a Purgatori despertar em cada ser humano o Conhecimento do seu Demônio Da Guarda; escritores que fariam a Purgatori surgir como A Grande Mãe, liberando os Demônios Interiores de todo ser humano, destilando todas as demoníacas Verdades do Ser Demônio em cada ser humano; escritores que fariam a Purgatori assentar-se à cabeceira de cada mesa humana, demonstrando que Demônios podem ser os que possuem o sentido da posse nas simples frases “minha família”, “meus filhos”, “minha mulher”, “meu marido”, “meu pai”, “minha mãe”, como se todos fossem propriedades de um demoníaco senhor a exigir um amor que mais parece profano do que sagrado, que mais parece tirânico do que cristão, se é que haja um verdadeiro cristão atualmente no mundo, louco mundo no qual ateus acreditam tanto em seu ateismo que acabam por serem crentes em algo, louco mundo no qual todo religioso é apenas um escravo de suas religiões e seitas e ordens às quais como ovelhinha cega segue...

Purgatori, curando, Cura Dos Demônios...

Descendo...

Descendo aos Subterrâneos...


Links:

Purgatori - Wikipedia


0 Loucas Pedras Lançadas: